O nosso facebook

Associação Bengala Mágica

Este Projeto surgiu da iniciativa de três mães de crianças cegas que procuraram juntas encontrar resposta para alguns dos seus anseios, relacionados com o facto de não existir, até à data, nenhuma organização/associação que visasse o apoio a pais e familiares de crianças e jovens com esta problemática. Numa primeira fase do projeto, estas três mães, começaram por dinamizar a página de facebook “Bengala Cor de Rosa” (https://www.facebook.com/bengalacorderosa/), a qual continuará a existir com a finalidade inicial, sendo uma página pessoal e não institucional. O objetivo destas três mães foi desde sempre constituir uma Associação Nacional de pais, familiares e amigos de criança, jovens e adultos cegos e com baixa visão. A pagina Bengala Cor de Rosa e algumas das iniciativas desenvolvidas no âmbito da mesma, permitiram chegar a outros pais e a pessoas que se interessam por esta causa e a apoiaram desde o início. A Associação Bengala Mágica foi formalmente constituída dia 20 de outubro de 2017 e desde então até ao presente já foram muitos os projetos e iniciativas que desenvolveu. Para que possamos continuar a crescer e a fazer ver para além do que é visível aos olhos, precisamos de todos! Juntem-se a nós através do site bengalamagica.pt
Associação Bengala Mágica
Associação Bengala Mágica
19º Encontro Ajual -2022 -Associação Portuguesa de Neurofibromatose

21 de maio- Auditório da Fidelidade, Lisboa

Às 16:45 a Filarmonica Enarmonia fará uma breve apresentação do Projeto Musical.
Associação Bengala Mágica
Associação Bengala Mágica
Próximo sábado, às 21h , em frente ao Museu “A Estação”, faremos a apresentação do Projeto Filarmónica Enarmonia, seguida de um momento musical pelos alunos e professores.

Esta atividade surge a convite da Câmara Municipal de Palmela na sequência do Dia Internacional dos Museus. Após o Momento Musical haverá uma visita acessível ao Museu “A Estação”, situado no antigo edifício da Estação Ferroviária de Pinhal Novo.

Vamos apoiar a cultura e a acessibilidade para TODOS!
Associação Bengala Mágica
Associação Bengala Mágica
No passado sábado a Filarmónica Enarmonia juntou-se a alguns alunos da orquestra do Centro de Artes Performativas de Almada para um momento de partilha e aprendizagem conjunta.

Este projeto, que promovemos desde 2019 no âmbito do Programa PARTIS, começa agora a sair das quatro paredes onde teve que permanecer por tempo demais devido à Pandemia, e a cumprir mais um dos seus objetivos: mostrar que TODOS podem aprender música de conjunto. Estamos muito orgulhosos dos nossos alunos, muito reconhecidos pelo trabalho dos professores de música, que todos os sábados estão com estes alunos, e muito gratos aos pais e familiares, que não falham a este compromisso de acompanhar os “seus” nas aulas e nos momentos de partilha que agora começam a surgir.

Agradecemos aos professores do Centro de Artes performativas de Almada pelo acolhimento e pelo muito que nos deram nesta manhã.

Nas fotos podemos ver alguns momentos desta iniciativa, onde os alunos da Filarmónica Enarmonia (20) estão sentados em conjunto com os alunos da Orquestra (por naipes de instrumento). Ao fundo da sala estão alguns pais / familiares. Numa das fotos está uma partitura a tinta, numa estante, juntamente com a mesma partitura em Musicografia Braille. A sala tem o chão e as paredes em madeira (cor pinho).
Associação Bengala Mágica
Associação Bengala Mágica
Hoje celebrámos o Dia da Europa num Encontro, promovido pela ACAPO, realizado no Auditório António de Almeida Santos na Assembleia da República. Esta iniciativa abriu o Debate sobre a participação das pessoas com DV na vida política.

No nosso entendimento a participação na vida política inicia-se com o pleno direito à cidadania. TODOS, sem exceção , são cidadãos de um mundo que, ainda, não está ao alcance de todos. Participação = acesso= equidade= humanismo. Participação não é solidariedade nem diferenciação de quem é diferente.

Foto 1: Participantes do primeiro painel. No slide projetado pode ler-se: “Connosco: A perspectiva das Pessoas com Deficiência Visual sobre a participação política.” Na mesa estão Camilo Nogueira, provedor do cidadão com Deficiência de Marco de Canavezes; Rodrigo Santos, Presidente da Direção Nacional da ACAPO, e Anabela Neves, jornalista e comentadora da CNN.

Foto 2: participantes no segundo Painel. No Slide projetado pode ler-se: “Com todos: Que mudança podem os partidos políticos fazer para que haja mais participação das pessoas com Deficiência Visual na vida política? “ - Na mesa estão Pedro Filipe Soares, Deputado e Líder parlamentar do Bloco de Esquerda; Emília Cerqueira, Deputada em representação do Partido Social Democrata; Marta Freitas, Deputada em representação do Partido Socialista Português, Diana Ferreira deputada em representação do partido Comunista Português e Rui Tavares Deputado do Livre.

Foto 3: Participantes no terceiro Painel. No slide projetado pode ler-se: “Mais autonomia no Voto: A Mudança - A perspectiva da Comissão Nacional de Eleições.” Na Mesa estão: Maria da Luz Ribeiro, eleitora com DV e Técnica de Braille na ACAPO, Sérgio Gomes da Silva, em representação da Comissão Nacional de Eleições, e Graça Gerardo, Presidente da Mesa da Assembleia de Representantes da ACAPO.

Foto 4: Dídia Lourenço e Irina Francisco, da Direção da Bengala Mágica junto da porta de entrada do Auditório.
Skip to content