1º curso de formação organizado pela Associação Bengala Mágica com o objetivo de capacitar pais e profissionais para uma melhor e mais consciente intervenção junto das crianças com Deficiência Visual.

“A Criança com cegueira dos 0 aos 6 anos”

O curso de formação, ministrado pelas técnicas Inês Marques e Patrícia Valério, do Centro de Apoio à Intervenção Precoce na Deficiência Visual (CAIPDV), da Associação Nacional de Intervenção Precoce (ANIP), organizou-se em torno de 6 módulos que versaram sobre aspectos gerais da cegueira; a individualidade e desenvolvimento da criança cega; avaliação, intervenção, estratégias e adaptação de materiais de apoio à literacia emergente.

O curso contou com a participação de 27 formandos entre os quais estiveram pais, docentes e técnicos. Esta diversidade em termos de público enriqueceu significativamente o curso pois possibilitou a partilha de saberes de acordo com as diferentes visões e experiências.

 Esperamos que o entusiasmo que se gerou nestes dois dias seja o motor para continuarmos a construir muitas “coisas” juntos e a VER e fazer VER com outros olhos.

Ação de sensibilização “Deficiência Visual na Infância: Viver e Conviver” promovida pela Bengala Mágica

“Olhos que não veem, coração que sente!”

Objetivos Gerais:

  • Sensibilizar para a DV
  • Capacitar para a interação com crianças e jovens cegos e com baixa visão
  • Conhecer técnicas de mobilidade
  • Conhecer o sistema de escrita tátil – Braille

Foi uma manhã de aprendizagem, reflexão e experimentação que reuniu pais, familiares e profissionais.

Fotografia 1: Capa entregue aos participantes com material de suporte à ação.

Fotografia 2:Tala com Projeção do título atribuído à ação: Olhos que não veem, coração que sente.

Fotografia 3: Grupo de participantes na sala onde decorreu a parte mais teórica da ação.

Fotografia 4: Jovem com cegueira a exemplificar o uso da máquina de braille.

Fotografia 5: duas participantes, uma fazendo de guia e outra com os olhos vendados, percorrendo o espaço entre as duas salas onde decorreu a ação.

Fotografia 6: Os participantes a lancharem (sentados à volta de duas mesas) com os olhos vendados. O lanche foi bolo fatiado, servido em prato,para obrigar ao uso dos talheres, e chá.